Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > A indústria do plástico e as cooperativas de reciclagem



A indústria do plástico e as cooperativas de reciclagem

10/11/2020 - Terça-Feira
Compartilhe:
Fechando o ciclo da economia circular

O desenvolvimento de uma cadeia circular para o plástico, incluindo ações para aumentar os índices de reciclagem, está entre as principais missões da Dow em todo o mundo. Como uma das maiores fabricantes de resinas plásticas, temos o dever de liderar ações de fomento à economia circular, além de buscar soluções para o fim dos resíduos plásticos.

Etapa essencial para a circularidade, a reciclagem ainda tem índices baixos no Brasil. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), são geradas cerca de 160 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos, diariamente, no Brasil. Desse montante, quase 40% poderia ser reutilizado ou reciclado. Mas apenas 13% dos resíduos são encaminhados para a reciclagem. Isso tem um custo ambiental, já que os resíduos sólidos urbanos são responsáveis, por ano, pelo lançamento de 53,2 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera (o que corresponde a 2,3% total das emissões brasileiras).

Por esses números, é possível constatar a urgência em criar soluções para aumentar o ciclo de vida dos produtos de plástico – material que representa 16,5% do total dos resíduos sólidos descartados, no País. Mas a sua maior valorização – e consequentemente, a redução de seu desperdício – passa pelo fortalecimento do elo entre a indústria, as cooperativas e as recicladoras. Essa conexão é necessária para que, entre outras coisas, esta cadeia esteja, cada vez mais, preparada para atender a crescente necessidade da indústria por desenvolvimento de produtos com material reciclado de alto valor agregado.

O projeto “Reciclagem que Transforma” é um bom exemplo de como o trabalho junto às cooperativas pode trazer bons resultados. Fruto da união de esforços entre a Dow, a Boomera (empresa de engenharia circular e logística reversa) e a Fundación Avina (que visa a promoção de uma economia circular inclusiva na América Latina), o projeto tem como objetivo o fortalecimento do modelo de negócio das cooperativas. Numa primeira etapa, realizada em 2019, cinco cooperativas de catadores de materiais recicláveis do Estado de São Paulo foram contempladas. Comparando os resultados de 2018 (antes do projeto) e 2019, houve um aumento de 35% do faturamento das cooperativas, em média. Ou seja, o trabalho em cooperação é positivo tanto para a cadeia como para a sociedade.

Entre as iniciativas da Dow para promover a reciclagem que também já foram concretizadas está o projeto em colaboração com o Grupo Boticário, a recicladora Wise e a Aptar, fabricante de tampas usadas na indústria de perfumaria. A iniciativa, inédita na América Latina, fechou o ciclo de tampas de perfumaria feitas à base da resina SURLYN™, da Dow.

Ações como essas, envolvendo a colaboração de parceiros e clientes, são exemplos de como é possível atuar para mudar a maneira como lidamos com os resíduos sólidos – estendendo a sua vida útil e poupando recursos naturais. Isso é parte do compromisso Dow com a sustentabilidade, que busca fechar o ciclo da economia circular e eliminar os resíduos. Compromisso que queremos e esperamos compartilhar com os atores de toda a cadeia. Nossas portas estão sempre abertas para a colaboração!

Dow - http://www.dow.com

Fonte: Oribá Comunicação





Compartilhe:




Comente