Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Os desafios da logística nas Indústrias Químicas



Os desafios da logística nas Indústrias Químicas

06/07/2020 - Segunda-Feira
Compartilhe:
O transporte de produtos químicos perigosos é uma das maiores dificuldades enfrentadas

Os desafios da logística nas Indústrias Químicas

Precisamos criar no processo de Logística a integração com os demais setores da empresa, ligados direta ou indiretamente com o processo de análise


Atualmente as Indústrias Químicas enfrentam grandes desafios no dia a dia, especialmente no que diz respeito ao transporte de produtos químicos perigosos. Quem afirma isso é o especialista em logística e administrador de empresas Silvio Quines da Silva.

Silva afirma que esse ponto do processo de logística é o maior aliado à indústria e precisa estar muito bem planejado e em constante melhoria a fim de encontrar soluções mais competitivas e eficazes para atender as necessidades existentes na cadeia de suprimentos. “Precisamos criar no processo de Logística a integração com os demais setores da empresa, ligados direta ou indiretamente com o processo de análise, planejamento e execução de armazenagem e transporte de mercadorias, para atender de maneira mais eficiente a necessidade de cada cliente”.

O Administrador que tem mais de 15 anos de profissão, detalha os processos que acontecem na indústria química e que pode ser determinante e eficiente na logística de produtos químicos perigosos nas Indústrias Químicas.

Origem/fábrica: muitas indústrias químicas concentram a fabricação de produtos, estrategicamente, em alguns poucos países, seja por motivos econômicos ou simplesmente geográficos. Por isso é necessário observar legislações locais e internacionais de transporte e armazenagem para os produtos químicos classificados como perigosos e não classificados de acordo com regras e exigências especificadas pela ONU.

Modal de transporte: o transporte de produtos químicos pode ser feito pelos modais rodoviário, ferroviário, aéreo e marítimo. Cada modal tem regras específicas de embalagens, paletização, quantidades, identificação, rotulagens e documentação. Neste tópico é importante dizer que o modal de transporte é uma via de duas mãos, pois pode ser visto no início do processo, na chegada de produtos (via aquisição doméstica ou importação) para abastecimento de estoques para venda ou no final do processo na saída de produto para o cliente (venda local ou exportação).

Armazéns: os Armazéns são depósitos utilizados pelas indústrias químicas para manter o produto químico estocado que podem ser na própria planta de produção ou em centros logísticos terceirizados e especializados neste tipo de serviço. No caso de produtos químicos perigosos a legislação é bastante rígida e específica sobre segurança e o meio ambiente.

Segurança de estoque: o que determina os níveis de segurança do local de armazenagem é principalmente o tipo de classificação ONU do produto, capacidade de estocagem e incompatibilidade de produtos. A partir disso é determinado o tipo e forma adequada de sinalização, dimensões de parede, ventilação e escoamento assim como os demais dispositivos de segurança e prevenção contra emergências químicas, inclusive o treinamento de equipe de Brigada de emergência e evacuação.

Segurança de transporte: tão importante quanto a segurança da armazenagem é a segurança no transporte de produtos químicos perigosos.
O transportador tem a obrigação e responsabilidade de atender todas as normas de segurança e prevenção e sinalização de cargas perigosas, neste ponto o Brasil tem atenção triplicada se for considerado o estado crítico das rodovias e a fiscalização dos veículos de transporte.

Meio ambiente: a legislação sobre meio ambiente referente a armazenagem e transporte de produtos químicos perigosos é bastante rigorosa e além de exigências para prevenção de acidentes químicos contra o meio ambiente também prevê severas penalidades quando descumprida.

“Muitas indústrias químicas optam por terceirizar por completo ou partes do processo, com isso mantém o foco no negócio principal que é produzir e distribuir os produtos químicos. Por isso, atualmente podemos encontrar empresas especializadas em logística que oferecem infraestrutura completa, desde armazéns logísticos, aluguel de equipamentos como empilhadeiras e prestação de serviço por pessoal treinado e capacitado, transporte multimodal, além da utilização de softwares de planejamento e gerenciamento de armazenagem e transporte”, detalha Silva.

Embora as indústrias químicas estejam buscando parceiros logísticos que ofereçam toda essa gama de soluções e serviços para realizar a parte mais operacional do processo, ainda cabe a indústria o start para acontecer. “É extremamente importante a indústria química analisar, planejar e definir a sua necessidade logística em primeiro lugar, para então, conhecendo a sua cadeia de fornecimento, plantas de produção, tempos de produção, posição geográfica, demanda de pedidos, previsão de vendas, regras e normas de segurança e meio ambiente possam encontrar o parceiro logístico adequado, com serviços e softwares de gerenciamento ideais que atendam com eficiência a demanda do cliente de produtos químico”, finaliza o profissional.

Fonte: Dino Notícias





Compartilhe:




Comente