Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Rolha de Cortiça ou Screwcap?



Rolha de Cortiça ou Screwcap?

14/03/2019 - Quinta-Feira
Compartilhe:
Qual é a melhor maneira de se vedar bem um vinho?

Rolha de Cortiça ou Screwcap?

Entenda as diferenças

A ligação da rolha de cortiça com o vinho é antiga, se firmou no período do século XVIII, quando começou o aumento da escala de produção de garrafas de vidro na Europa. Porém, antes disso, a cortiça já vedava líquidos.

A chegada das tampas de rosca, também chamadas de screwcap, é mais recente, sendo criada no século XX. Países produtores do Novo Mundo, como Nova Zelândia, Austrália e Estados Unidos, entre outros, são adeptos a proteger seus vinhos com a tampa de rosca.

Embora boa parte dos produtores prefira o uso da rolha de cortiça em seus vinhos mais importantes, não se deve deduzir que vinhos com tampa de rosca sejam inferiores.

A tampa de rosca é usada para vinhos de consumo mais rápido e as rolhas de cortiça vedam vinhos com potencial de guarda. Ambas trazem vantagens. Escolher o vinho pela rolha de cortiça ou tampa de rosca não é questão de qualidade, mas de estilo.

3 Vantagens da escolha pelo screwcap
  • A vedação é completa e segura mesmo depois que se abre o vinho
  • Em parques e praias não é necessário levar saca-rolhas
  • Ao contrário da rolha de cortiça, não oferece perigo de contaminação por fungos como o T.C.A - logo, seu vinho estará livre de ser bouchonné

  • Nós, da Eniwine, selecionamos dois vinhos norte-americamos com rolha de cortiça e tampa de rosca para você conhecer e aproveitar.

    De Loach Rosé 2017

    Do nosso parceiro Wine Experience, este Rosé californiano vedado por tampa de rosca é a união das uvas Barbera, Pinot Noir, Zinfadel e Merlot, que conferem aromas de framboesa madura e flor de laranjeira. Fresco e delicado ao paladar, traz equilíbrio, morangos e final longo de frutas cítricas.

    De Loach Zinfandel 2016

    Se você não conhece a uva Zinfandel vai ficar surpreso com as características que ela apresenta. Do nosso parceiro Wine Experience, este vinho tem complexidade de aromas cheios de frutas vermelhas e negras maduras, além de especiarias como alcaçuz, canela e cravo da Índia. No paladar é fresco com taninos macios e fruta negra em compota, em final longo.

    Eniwine - http://www.eniwine.com.br

    Fonte: Glaucia Balbachan / Eniwine





    Compartilhe:




    Comente

    Notícias Relacionadas