Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Como a embalagem influencia a compra final



Como a embalagem influencia a compra final

28/11/2018 - Quarta-Feira
Compartilhe:
Processos e técnicas são utilizados para conquistar o consumidor

Como a embalagem influencia a compra final

A grande maioria dos consumidores decide a compra na frente da gôndola, no ponto de venda. Por isso, quanto maior o apelo visual da embalagem, mais credibilidade, mais satisfação do comprador e, é claro, maior a chance de compra daquele produto. Você já se pegou adquirindo algo pela embalagem? Seja pelo design, cor ou utilidade, elas muitas vezes nos levam ao consumo.

Existem diversas técnicas que tornam um produto atraente pela embalagem para o consumidor. Efeitos que são sentidos pelo tato, alto relevo, acabamento com impressão serigráfica ou uma aplicação de hot stamping que dá o efeito metalizado em diversos materiais, por exemplo. Todas elas agregam valor e a tornam mais atraente. “Para alimentos, as cores são fundamentais. Já para o setor de cosmético e de beleza, a aplicação de hot stamping e o uso do verniz alto brilho ou do fosco são importantíssimos”, comenta Ticiana Baumgarten da CartonDruck, uma das mais conhecidas indústrias gráficas da América Latina.

Porém, cada vez mais o consumidor está se aprofundando nas informações em relação ao que compra. Ticiana esclarece que um planejamento gráfico eficiente, com rótulo informativo e um formato moderno, é essencial para despertar o interesse do consumidor. “É importante que as informações sejam bem visíveis. Nós consideramos que embalagem influencia em até 75% no processo de compra. Por isso, é importante não apenas algo atraente aos olhos, mas também com todas as informações do que o cliente precisa e quer saber”, ressalta.

Aquela famosa psicologia das cores também faz parte de processo de produção de embalagens. “Tudo na vida nos leva a ser influenciado pelas cores corretas, nesse segmento não poderia ser diferente. Tudo é feito pensando no consumidor. Ele precisa ser estimulado. A grafia também faz parte, e entra como uma forma de complementar as cores”, explica Ticiana pondera que a embalagem não é mais importante que a própria marca, mas é ela quem faz a marca. “É essencial que desde o início do projeto do produto, a área de desenvolvimento de embalagem esteja participando. Se a embalagem for mal planejada, ela interfere em diversos processos, desde a fabricação, distribuição, ponto de venda e no consumidor final”.

Fonte: Oficina das Palavras





Compartilhe:




Comente