Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Indústria de embalagem gráfica reforça o uso de papel na produção



Indústria de embalagem gráfica reforça o uso de papel na produção

22/06/2018 - Sexta-Feira
Compartilhe:
No mês do meio ambiente, descarte de plástico contribui para um futuro mais sustentável

Indústria de embalagem gráfica reforça o uso de papel na produção

O consumo excessivo de plástico em torno de 8,3 bilhões de toneladas registradas entre 1950 e 2015, conforme a revista americana Science Advances, cada vez mais entra em sistema de alerta. Os consumidores em todo o mundo fazem dele a matéria-prima mais usada em diferentes itens: de embalagens de alimento às famosas sacolinhas que do mercado dominam aterros sanitários. As razões para essa presença exacerbada do insumo são inúmeras, como o custo reduzido quando utilizado em produtos industrializados.

Infelizmente, a conta lá pra frente é bem mais alta, em se tratando de meio ambiente. Para ajudar a implementar novos meios de consumo, a Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal prevê a retirada gradual do plástico da composição de pratos, copos, bandejas e talheres descartáveis. Pelo texto, no prazo de 10 anos, esta matéria-prima deverá ser substituída por materiais biodegradáveis nos itens destinados ao acondicionamento de alimentos prontos para o consumo.

Antevendo as necessidades do futuro, há indústrias que já mantêm este olhar ambientalmente responsável para os negócios e para o planeta. Em Santa Catarina, a CartonDruck vem há vários anos se adaptando a um formato menos nocivo à natureza. Especializada em embalagens de papel para clientes que incluem os maiores players do Brasil em cosméticos, remédios e fast food, a empresa defende e faz uso de papéis reciclados em detrimento ao plástico.

Um importante case nesse sentido veio em 2011, quando a CartonDruck investiu em tecnologia e inovou no fornecimento de copos de papel. A produção atende de multinacionais, com copos para bebidas e sobremesas, a pequenos varejistas, que buscam nessa saída uma ferramenta promocional. Como no Brasil não há um sistema de coleta de copos “to go”, as alternativas de papel, com mais de 90% do produto em fonte renovável, contribuem para a redução do impacto ambiental global.

A produção de copos de papel representa menor uso de água, emissão de gases nocivos e enquanto um copo plástico descartável demora mais de 400 anos para se decompor, o de papel leva 18 meses. De acordo com o empresário Hercílio Baumgarten, aos poucos os clientes investem nesse tipo de produto, mesmo ainda havendo um percentual de acréscimo no valor final em relação aos produzidos com plástico. “Os copos de papel atualmente representam 5% de nosso faturamento anual. Temos uma meta de chegar a 10% até 2020 e a 20% até o ano de 2025”, comenta o empresário.

A CartonDruck
Um mundo ainda melhor é o que a empresa com sede em Blumenau quer deixar para as futuras gerações. Responsabilidade social e preservação dos recursos do planeta é um dever de todos e a CartonDruck leva esta sustentabilidade a sério. Por isso, assegura o respeito aos Direitos Humanos e os processos produtivos são voltados para um novo modelo de desenvolvimento que garantem o manejo eficiente e sustentável dos insumos e matérias-primas. De olho na inovação, a empresa mantém normas rígidas que protegem assuntos sigilosos, assim como novos projetos e desenvolvimento de produtos. Isso porque, quando se fala em inovação, não se refere apenas a diferentes tipos de materiais, mas também a ideias de novas aplicações e formatos que destacam a sua marca no mercado.
http://www.cartondruck.com.br

Fonte: Oficina das Palavras





Compartilhe:




Comente