Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Coca-Cola Zero em embalagens PET retornáveis agora em Minas Gerais



Coca-Cola Zero em embalagens PET retornáveis agora em Minas Gerais

27/04/2018 - Sexta-Feira
Compartilhe:
Além da comercialização dos três sabores de Fanta (Guaraná, Uva e Laranja) e de Coca-Cola original, empresa contará, a partir deste mês, com Coca-Cola Zero açúcar em garrafas PET retornáveis de 2 litros

Coca-Cola Zero em embalagens PET retornáveis agora em Minas Gerais

Depois de lançar no mercado de Minas Gerais as embalagens de PET retornáveis dos três sabores de Fanta (Guaraná, Uva e Laranja), a Coca-Cola FEMSA Brasil disponibiliza aos consumidores mineiros, a partir deste mês, a Coca-Cola Zero açúcar em Ref PET. Essa será mais uma opção de troca, que pode ser realizada em supermercados, mercearias e padarias em todo o Estado de Minas Gerais. As embalagens de PET retornáveis estão sendo envasadas na fábrica da Coca-Cola FEMSA Brasil em Itabirito.

Com a novidade, a empresa passa a comercializar cinco opções de refrigerantes em embalagens retornáveis: Fanta Guaraná, Uva e Laranja, Coca-Cola original e Zero açúcar. Ref PET 2 litros é uma opção para consumidores que querem economizar.

A participação das embalagens retornáveis da Coca-Cola FEMSA Brasil tem crescido no mercado mineiro nos últimos anos. Em 2014, a Ref PET representava 2,7% do volume comercializado em pontos de venda –pequenos mercados, mercearias e padarias–, enquanto a PET descartável chegava a 45,4%. Já em 2017, a presença das embalagens em PET retornável nesses pontos de venda em Minas Gerais cresceu para 14,8%, enquanto a de descartável foi de 40,9%.

“Os consumidores terão mais uma opção para adquirir as embalagens retornáveis, o que possibilita praticidade da PET tradicional aliada ao retorno das garrafas'', explica a executiva Luciane Chimenti Alves, gerente de Categorias para Carbonatados da Coca-Cola FEMSA Brasil. Para manter o nível de qualidade do processo fabril, toda vez que retorna à fábrica, a Ref PET passa por um rigoroso sistema de higienização e seleção.



Fonte: Interface Comunicação





Compartilhe:




Comente