Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Café do Moço muda identidade visual



Café do Moço muda identidade visual

22/02/2017 - Quarta-Feira
Compartilhe:
O Grupo muda visual para comemorar nova fase e expansão do mercado de cafés especiais. A empresa, processa e distribui mensalmente mais de meia tonelada de café Premium

Café do Moço muda identidade visual

CURITIBA – Dados levantados pela Associação Brasileira da Indústria de Torrefação e Moagem de Café (ABIC), apontam que o mercado de cafés especiais deve ganhar ainda mais espaço até 2019. De acordo com a pesquisa, os consumidores estão começando a diferenciar o café por tipo de grão, suas intensidades e sabores, e a tendência é que esse tipo de café ganhe ainda mais espaço na mesa do brasileiro.

Prova disso, é o Grupo Café do Moço, formado pela microtorrefação Café do Moço e pela cafeteria Barista Coffee Bar, que desde 2009 vem conquistando o mercado de cafés especiais no Brasil. O objetivo para 2017 é aumentar ainda mais a distribuição de cafés do tipo especial pelo país e alcançar nichos e novos mercados como empórios e casas especializadas.

Para comemorar essa nova fase e acompanhar a expansão do mercado, acaba o grupo acaba de lançar sua nova identidade visual. “Nós precisamos acompanhar o mercado, quem vem crescendo a cada dia, já que o brasileiro está exigindo sempre mais qualidade, por isso, decidimos que estava na hora de mudar”, explica Léo Moço, barista e fundador do Grupo.

Com a expansão dos negócios, era necessário dar um ar mais profissional a empresa. A nova marca, criada pelo designer Leandro Cotes, tem um ar mais clean, traços rústicos e cores mais sóbrias, para trazer justamente essa ideia do café artesanal. As novas embalagens dos cafés seguem um padrão em papel craft natural e uma listra branca, mudando as cores do centro conforme o tipo de café.

Outro detalhe que veio com essa mudança, foi à data de inicio dos trabalhos do grupo, 2009, para que os consumidores saibam da experiência do Café do Moço. Com isso Café do Moço fechou 2016 distribuindo e processando mais de meia tonelada de café por mês, gerando um aumento de 20% nas vendas.

O café especial no Brasil

Ainda segundo a ABIC, o Brasil é hoje, responsável por um terço do café produzido no mundo. Boa parte dos grãos chamados “grãos de qualidade” produzidos por aqui, acabam sendo absorvidos pelo próprio mercado, graças ao aumento da procura do consumidor brasileiro por grãos especiais. A bebida está presente em 98% dos lares, tanto que esse mercado cresceu cerca de 20% nos últimos anos.

O Brasil possui hoje mais de 3,5mil de cafeterias, e, 36% do café consumido aqui é preparado fora de casa, tornando o negócio ainda mais atrativo. Diante desse mercado, mais de 300 mil pequenos produtores estão investindo em grãos com maior valor agregado visando melhorar o lucro da atividade. Para ter uma ideia, enquanto um quilo de café commodity é comercializado entre R$ 10 e R$ 25, o preço do quilo dos cafés especiais variam de R$ 30 a R$ 100.

http://www.cafedomoco.com.br

Fonte: P+G Comunicação





Compartilhe:




Comente