RFID é solução para otimizar estoque, logística e operação, minimizando perdas | Guia da Embalagem

Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > RFID é solução para otimizar estoque, logística e operação, minimizando perdas



RFID é solução para otimizar estoque, logística e operação, minimizando perdas

10/08/2016 - Quarta-Feira
Compartilhe:
Aplicação de etiquetas de identificação por radiofrequência pode auxiliar no controle de produção, processo de entrega, conferência e vendas

RFID é solução para otimizar estoque, logística e operação, minimizando perdas

Durante os períodos de crise e recessão, ganham em competitividade as empresas que investem em táticas e soluções para evitar o desperdício e otimizar os recursos disponíveis. Em sintonia com esta necessidade dos empresários brasileiros, a iTAG – empresa especializada em etiquetas RFID – foi além e se especializou em oferecer soluções completas e customizadas, de acordo com as necessidades de cada cliente.

Esta tecnologia, das chamadas etiquetas inteligentes, permite que os produtos sejam rastreados desde a origem, em cada fase do processo, inclusive durante a venda e, até mesmo, no pós-venda. Segundo Sérgio Gambim, fundador da iTAG, esse controle maior transforma a administração da empresa. “As etiquetas com a tecnologia RFID contribuem para reduzir drasticamente o desperdício, limitar roubos, gerir o inventário com mais facilidade, simplificar a logística, aumentar a produtividade, entre outros benefícios, sempre visando o aumento da renda e mais segurança para o contratante”, explica.

Pioneira neste mercado, a iTAG conquistou o posto de líder no Brasil em automação através de etiquetas inteligentes com a tecnologia RFID (Identificação por Radiofrequência) ao enxergar a necessidade de oferecer uma solução que fosse completa a seus clientes.
“Fomos a primeira empresa do segmento a oferecer soluções completas em projetos RFID. Quando o cliente adquire nosso serviço analisamos o perfil e desenvolvemos uma estratégia para ele. Todo o processo é executado por nós. Isso diminui em muito os custos envolvidos, pois disponibilizamos todas as ferramentas e equipamentos necessários, desde a fabricação das etiquetas até a programação comunitária contra violação, sem intermediários ou terceirizados”, esclarece Gambim.

Nascida em Cianorte (PR), no ano de 2007, e estabelecida em São Paulo, a iTAG tem o 2º maior case de automação por RFID do mundo no setor de vestuário e vem ampliando sua atuação para chegar ao final deste ano com um crescimento de 30%, representando um faturamento próximo a R$ 8 milhões.

Além do segmento de vestuário, a iTAG é reconhecida por atuar nos setores de joias, medicamentos, itens de saúde, sapatos, pneus, relógios, logística, documentos, movimentação de itens, entre outros setores. Mas, além de ser responsável por todas as partes do processo, a iTAG tem foco total no atendimento ao cliente, oferecendo aos contratantes todo o suporte necessário para entenderem os benefícios que o RFID traz aos diferentes departamentos da empresa.

Com uma carteira atual de clientes formada por cerca de 40 nomes, a iTAG investe R$ 1 milhão por ano no lançamento de novos produtos, como o sistema de beacons para o varejo.

O que é RFID?
O RFID (Identificação por Radiofrequência) é uma tecnologia que foi utilizada por norte-americanos, alemães, japoneses e ingleses durante a 2ª Guerra Mundial, em princípio, para alertar com antecedência sobre a presença de aviões inimigos, mesmo que ainda distantes. Desde então, o RFID vem sofrendo evoluções para utilizar as ondas de rádio HF e UHF de maneira a facilitar a automação nas cadeias de suprimento da indústria. Porém, a grande vantagem dos sistemas baseados em RFID é a velocidade de captura das informações atrelada com a segurança de ter uma identificação única por produto. Um projeto RFID também permite a leitura de produtos mesmo que estejam embalados ou lacrados.

Mais informações em http://www.itagtecnologia.com.br

Fonte: Ralcoh Comunicação





Compartilhe:




Comente