Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Feiras internacionais geram US$ 20 milhões para fabricantes de biscoitos no primeiro semestre



Feiras internacionais geram US$ 20 milhões para fabricantes de biscoitos no primeiro semestre

21/07/2010 - Quarta-Feira
Compartilhe:

A participação de fabricantes de biscoitos na Fancy Food, realizada em Nova York no final de junho, deverá somar mais US$ 3,5 milhões em exportações do setor. Marilan, Mabel, Selmi e Bauducco foram as empresas que participaram da feira por intermédio do Projeto Setorial Integrado – PSI - da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos – ANIB – em parceria com Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex – Brasil.

Elas fizeram mais de 200 contatos com compradores de países como Estados Unidos, Canadá, México, Paraguai, Angola, Porto Rico, Panamá, Bahamas, Chile e Ucrânia, que resultaram em contratos fechados da ordem de US$ 500 mil para os próximos dois meses e mais US$ 3 milhões nos próximos 12 meses.

A estratégia da ANIB dentro de sua política de expansão de mercados em âmbito internacional é estar presente nos principais eventos internacionais da área de alimentação e confectionery, em todos os continentes. O objetivo é ampliar as exportações de biscoitos, massas, bolos, panetones e outros produtos de panificação brasileiros. “Os números comprovam que temos tido sucesso”, comemora José dos Santos dos Reis, vice-presidente da ANIB.

Desde o início do ano, as empresas que participaram de feiras e eventos com compradores internacionais fizeram negócios que chegam a US$ 20 milhões. A ANIB participou, em janeiro, da ISM, realizada na Alemanha, com resultados da ordem de US$ 2 milhões e em fevereiro, da Gulfood, em Dubai, que gerou negócios da ordem de US$ 6 milhões. Em maio a entidade realizou em São Paulo uma Rodada de Negócios com 19 empresas, de nove países da América Central e América do Sul, na qual foram gerados negócios que devem atingir US$ 8 milhões até o fim do ano.

Em outubro os fabricantes de biscoitos seguem para Paris, para participar da SIAL, umas das mais importantes feiras mundiais, que reúne a cada dois anos fabricantes de alimentos, distribuidores, importadores, varejistas, aspectos institucionais e catering.

CRESCIMENTO EM 2010

Apesar do cenário econômico mundial, o setor brasileiro de biscoitos encerrou o ano passado 2,5% acima de 2008, em volume, fechando o ano com um total de 1milhão 206 mil toneladas. A previsão para 2010 é de um crescimento de 3%.

Esta produção deverá continuar mantendo o Brasil como o segundo maior mercado de biscoitos no mundo, ficando abaixo somente dos Estados Unidos. Os demais países do ranking são Inglaterra, Alemanha e França. No quesito consumo, o Brasil ocupa o 12º lugar, com uma média per capita de 6,3 quilos por ano, considerada modesta se comparada com outros países.



Fonte: Fatos & Notícias





Compartilhe:




Comente