Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Imposto com contratação de pessoal é o que mais pesa para empresas



Imposto com contratação de pessoal é o que mais pesa para empresas

15/07/2010 - Quinta-Feira
Compartilhe:
Pesquisa da Grant Thornton International mostra também que empresário está preocupado com impostos indiretos; no mundo imposto sobre o lucro é o mais citado

Pesquisa feita pela Grant Thornton International, representada no Brasil pela Terco Grant Thornton, mostra que o imposto que mais pesa para o empresário brasileiro são os referentes à contratação de pessoal, como INSS e FGTS. De acordo com o estudo, chamado International Business Repor (IBR) e que ouve apenas empresas privadas de capital fechado (Privately Held Businesses, ou PHBs, em inglês), 45% dos brasileiros ouvidos (no total foram 150, sendo cem de São Paulo, 25 do Rio de Janeiro e 25 da Bahia) citaram essa resposta.
“Isso demonstra novamente um dos grandes entraves ao nosso desenvolvimento, pois desestimula o emprego formal e, por consequência, se traduz em relevantes perdas sociais”, afirma Wanderlei Ferreira, sócio da Terco Grant Thornton, onde é o responsável pela Divisão de Tax.

“O estudo reforça ainda mais que está na hora de o governo brasileiro rever a legislação trabalhista”, diz Wanderlei. “De forma geral, os encargos trabalhistas e previdenciários podem representar um custo equivalente a 100% do valor do próprio salário pago ao funcionário”, completa. Deste montante, na média o INSS pago pela empresa representa algo em torno de 27,8%.

Em segundo lugar, na lista de tributos que mais pesam, os brasileiros citaram os impostos indiretos, como o ISS, o ICMS e o IPI, que tiveram 19% das respostas “Essa também é outra característica marcante do sistema tributário brasileiro e reflete bem o sentimento do empresário quanto à carga incidente e também sobre a forma complexa que a União, estados e municípios impõem aos contribuintes a respectiva arrecadação desses tributos.”

A pesquisa ouviu, no total, 7.400 empresas de 36 economias. Na média geral, o que mais pesa, de acordo com os entrevistados, é o imposto sobre lucros (26%), seguido de tributos com empregados (23%) e imposto de renda (22%).

Sobre a Terco Grant Thornton
Há 28 anos no Brasil, a Terco Grant Thornton é a 5ª maior empresa de auditoria e consultoria do país. Conta com mais de 680 profissionais e possui 1.400 clientes ativos. Em 2009, registrou crescimento de 12% em seu faturamento em relação ao ano anterior. Com sede em São Paulo, possui escritórios no Rio, em Salvador, Goiânia e Belo Horizonte.

A Terco Grant Thornton é uma firma membro da rede Grant Thornton International Ltd (Grant Thornton International). A Grant Thornton International e suas firmas membros não constituem uma única firma global. Cada firma membro presta seus serviços de forma juridicamente independente.

Considerada uma das maiores organizações de auditoria e consultoria do mundo, a GTI tem 30 mil profissionais, 500 escritórios distribuídos em mais de cem países e registrou faturamento global de US$ 3,6 bilhões em 2009.

Fonte: ESTRATÉGIA





Compartilhe:




Comente