Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Logística para a política nacional de resíduos sólidos



Logística para a política nacional de resíduos sólidos

12/07/2010 - Segunda-Feira
Compartilhe:
TGestiona, operadora logística do Grupo Telefônica, revela como se ajustou para atender às exigências previstas no plano, aprovado ontem pelo Senado Federal

Com ênfase na logística reversa e na defesa do consumo consciente da compra ao descarte, missão é estar, ainda em 2010, entre as mais eficientes do País nesse tipo de gerenciamento
Além de distribuir celulares da Vivo SP, Sul e Nordeste e modems do Speedy, a empresa atende a clientes como Lenovo, Dell, Telefônica, Positivo, ZTE, L'Occitane, Motorola, Samsung e Sony Ericsson

Julho de 2010 - A multinacional TGestiona (www.tgestiona.com.br), operadora logística do Grupo Telefônica, está pronta para atender às exigências do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), aprovado ontem (7) pelo Senado Federal, que privilegia a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos e estimula investimentos na produção de artigos recicláveis, que gerem a menor quantidade possível de resíduos sólidos.

De acordo com Marcelo de Sousa, diretor de Logística da TGestiona, antes mesmo da aprovação, a empresa já encarava a nova lei como uma oportunidade para ser a precursora do conceito de logística verde. "Com a identificação dos responsáveis por cada fase do processo, coleta, tratamento, transporte e destinação final, teremos concluído todas as etapas do ciclo de vida dos resíduos. Nossa missão é atingir o nível de gerenciamento de países exemplares."

Desde que iniciou as operações no País, em 2001, a TGestiona trabalha com logística reversa, o que a certifica como uma das mais preparadas do mercado em termos de controle dos descartes de aparelhos. "Este segmento da logística é muito estratégico. Aliado a ele, vamos criar movimentos internos e externos para incentivar o consumo consciente, tanto na conscientização como na destinação correta do produto", afirma.

Parceria - O executivo revela que os clientes da TGestiona também já assumiram esta responsabilidade e encaram a adequação ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) como um diferencial competitivo. "As companhias já entenderam que assumir uma posição ecologicamente responsável traz, além do reconhecimento do público, benefícios tangíveis, como retorno financeiro e redução de gastos na operação."

Fonte: VERSÁTIL COMUNICAÇÃO





Compartilhe:




Comente