Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Notícias > Braskem lança selo para seus produtos de fontes renováveis



Braskem lança selo para seus produtos de fontes renováveis

17/06/2010 - Quinta-Feira
Compartilhe:

Braskem lança selo para seus produtos de fontes renováveis

Desenvolvido para atender ao mercado mundial, o selo I`m green nasce para distinguir os produtos que levam em sua composição o plástico verde da Braskem

A Braskem está prestes a tornar-se líder mundial na produção de biopolímeros ao colocar em operação em meados do próximo semestre sua primeira planta industrial de eteno verde possibilitando a produção de 200 mil t/ano de polietileno a partir do etanol de cana de açúcar. Agora a companhia dá mais um passo no seu compromisso com a sustentabilidade ao lançar o selo I´m Green. O objetivo é criar valor e identificar todos os seus polímeros produzidos a partir de matérias-primas renováveis.

O selo foi construído para ser simples e direto na comunicação com os diversos públicos e concebido para proporcionar aos clientes mais valor ao seu produto. "Com a criação do selo estamos estendendo os benefícios da aplicação de uma resina de fonte renovável para o consumidor final, que enxerga e valoriza os produtos com componentes renováveis", explica Rui Chammas, vice-presidente da Unidade de Polímeros.

Esta iniciativa reforça o compromisso da Braskem com a criação de valor por meio do desenvolvimento sustentável para a cadeia produtiva do setor, seus clientes e a sociedade, cada vez mais exigentes em adotar práticas que visem contribuir para a redução dos gases efeito estufa.

"Para cada tonelada de polietileno verde produzido são sequestradas até 2,5 toneladas de CO2", destaca Jorge Soto, diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem. "O plástico de fonte renovável é parte do compromisso da Braskem com a cadeia produtiva e toda a sociedade na busca por soluções sustentáveis".

O desenvolvimento do selo, que é auto referenciável e não apresenta barreiras culturais, vem para realçar a identidade de produtos que têm em sua essência a relação com a natureza, além de transferir valor para a marca e para o consumidor que busca inserir, em seu dia a dia, a prática do consumo sustentável.

Além do polietileno verde o selo I´m Green identificará outras resinas que a Braskem venha a desenvolver a partir de fontes predominantemente renováveis. Até o início de operação da nova planta de eteno utilizando etanol como matéria-prima, a companhia definirá junto a seus clientes as condições para que eles também possam estampar o selo em seus produtos, especialmente o conteúdo mínimo de resina verde em sua composição.

Desde que foi lançado, em 2007, o polietileno da Braskem produzido a partir de etanol da cana de açúcar já atraiu a atenção de empresas no mundo todo interessadas em associar sua marca ao biopolímero. Como resultado, grande parte da produção já está contratada por clientes distribuídos no Brasil e no exterior. Uma vantagem adicional do polietileno verde é que, por apresentar o mesmo desempenho e propriedades da resina produzida a partir de matéria-prima não renovável, a indústria de manufaturados plásticos não precisará fazer investimentos em novos equipamentos.

Para tornar esse projeto uma realidade, a Braskem está investindo cerca de R$ 500 milhões somente na planta de eteno verde, que está em fase final de construção em Triunfo/RS demonstrando a confiança da companhia no desenvolvimento desse mercado baseado em produtos de origem renovável.

A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 29 plantas industriais distribuídas pelo Brasil e Estados Unidos, a empresa produz anualmente mais de 15 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos.


Fonte: CL-A COMUNICAÇÕES





Compartilhe:




Comente