Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Artigos > Área de Logística e as tendências para o mercado


Área de Logística e as tendências para o mercado

Por Fernando Alex*

Nos últimos anos, o Brasil vem passando por momentos difíceis, com altos e baixos na política e consequentes quedas na economia do país. O mercado vem se mostrando instável e, cheio de incertezas para os administradores de empresas. As estimativas para o mercado financeiro no Brasil em 2017 são melhores que nos dois anos anteriores, porém ainda não suficientes para acalmar ânimos de empresários e investidores da área de Logística.

Para acompanhar as nuances do mercado, a área de Logística precisa estar atenta e pronta para adaptar-se à tendência do mercado para continuar competitiva. É a capacidade de adaptação à novas tendências que impulsiona uma empresa ao sucesso e crescimento.

Em 2017, três tendências para a área de Logística estão sendo bastante comentadas e, serão essenciais para mais um ano turbulento na área financeira, porém preparatório para um 2018 melhor!

Logística reversa

Logística reversa é a área que trata do retorno de produtos, embalagens ou outros materiais desde o consumidor até o local de origem. Um exemplo simples de logística reversa são as garrafas retornáveis, por exemplo. O maior desenvolvimento da logística reversa, está relacionado à questões ambientais e à necessidade de reutilização e reciclagem de materiais.

Além das questões legais relacionadas ao meio ambiente, as indústrias tornam-se cada vez mais conscientes. O impacto ambiental também é levado em consideração no conceito de logística reversa, que vem crescendo por meio das compras on-line. Por não visualizar fisicamente o produto comprado, muitas vezes o consumidor não se sente satisfeito com o que recebe em sua casa e, opta por acionar sistemas de troca e/ou devoluções de mercadoria. Para esse cliente, é importante que o processo de devolução aconteça sem maiores dores de cabeça e com agilidade.

Canais de distribuição

A distribuição refere-se à movimentação física de um produto e, o canal é o intermediário para a distribuição, que nem sempre está relacionado apenas ao consumidor final. Suprir comércios e indústrias com produtos ou matérias primas, também é uma responsabilidade da área de logística.

Investimento em tecnologia

A tecnologia é algo que está sempre presente e que faz muita diferença para a área de logística. Além de facilitar o cumprimentos das obrigações legais, como emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico, a tecnologia também auxilia nas melhorias de processos e o alcance de bons indicadores logísticos e resultados para sua empresa.

Na Logística de Transporte a tecnologia está cada vez mais em alta e vem sendo responsável por facilitar e melhorar processos. A integração de soluções em uma única plataforma pode trazer mais facilidades e desenvolvimento para a área.

*Fernando Alex é Executivo de Contas da Benner


Fonte: BrainStory Comunicação



Outros artigos:

Mercado de bebidas se prepara para as vendas de final de ano

Capacitação, tecnologia e inovação podem vencer o etarismo na área de vendas

Por que o mercado de PME não investe em consultoria e ferramentas para vendas?




Compartilhe:




Comente