Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Artigos > Embalagens amigas do meio ambiente


Embalagens amigas do meio ambiente

*Assunta Napolitano Camilo.

"A natureza usa o mínimo possível, de tudo." (Johannes Kepler)

Nos últimos três anos já passaram pelos cursos e eventos do Instituto de Embalagens quase 3000 profissionais. Mantemos com a maioria um contato bastante próximo, o que nos permite ser oráculo de muitos. A pergunta sobre qual é a embalagem mais amiga do meio ambiente ou mais sustentável para cada produto ou situação é recorrente. Assim, decidimos montar um workshop “Embalagens & Sustentabilidade”. O Carrefour, preocupado em desenvolver produtos com embalagens alinhadas a imagem que pretende construir, foi a primeira empresa a solicitar o workshop.

Voltando a pergunta de muitos: o que seria uma embalagem amiga do meio ambiente? A primeira parte da resposta é a mais importante: devemos reforçar qual é a função da embalagem: proteger os produtos. Na seqüência ela deve permitir que estes produtos sejam transportados, identificados, que possam informar claramente o desempenho do produto contido, ser fácil de usar, e de descartar, entre outras coisas. Recentemente, o inconsciente coletivo determina também que a embalagem seja amiga do meio ambiente.

E isso é possível. Qualquer produto pode ter uma embalagem mais amiga do meio ambiente, e esta sempre pode ser ainda mais sustentável. A todo o momento fica disponível uma nova tecnologia, ou um novo material, processo, enfim sempre se pode fazer mais. O que é extremamente motivador.

A resposta não está na indicação de um material em relação a outro simplesmente, nem no processo de transformação ou impressão. Porém numa análise mais ampla, considerando todo o contexto e o ambiente de produção, transformação, uso e descarte do produto e da embalagem. Há que se fazer a análise do ciclo de vida do conjunto produto-embalagem.

Há alguns passos que são importantes no caminho na melhoria:

1- Dimensione bem a embalagem, pois ela deve cumprir a sua função primordial: proteger o produto. Sub embalagem (dimensionada abaixo da necessidade) é muito pior para o meio ambiente do que a Super embalagem (dimensionada para cima). O mau dimensionamento é ruim nos dois sentidos, porém abaixo é ainda pior, pois compromete o meio ambiente e o produto.
2- Procure usar produtos reciclados (desde que permitido, e aplicável);
3- Promova os R’s: retornável, refil, reuso, reciclagem, recuperação energética, uso de recursos renováveis;
4- Prefira usar mono material ou se não for possível, procure fazer com que os diferentes materiais sejam facilmente separáveis;
5- Identifique claramente os materiais utilizados, isso permitirá que as centrais de triagem possam fazer a separação mais eficientemente;
6- Oriente, use a embalagem como meio de educação ambiental, há tanto a ensinar e as embalagens têm espaço para isso;
7- Melhorar a eficiência de processos de fabricação de embalagens e da cadeia logística;
8- Reduzir (ou adequar) o tamanho, peso, gramatura, espessura (as especificações) das embalagens;
9- Rever o número de itens e de processos, bem como de etapas e operações em terceiros;
10- Verifique se não pode suprimir a embalagem secundária ou substituir por retornável; e
11- Aplique a economia que conseguiu e retorne ao início do menu e prossiga...sempre pode ser melhor!

As embalagens sempre podem ser mais amigas do meio ambiente, e Embalagem melhor, Mundo melhor!

Alguns exemplos felizes:

Desodorante Dove: reduziu a quantidade de material e ainda promove a utilização até o final do produto.

Linha Taeq: utiliza papel cartão reciclado com certificação ambiental e com a aplicação da linguagem Braille; embalagens mais leves e sempre muito bem identificadas e promotoras da reciclagem.

"Eu também quero a volta à natureza. Mas essa volta não significa ir para traz, e sim para a frente." (Friedrich Nietzsche)

*Assunta Napolitano Camilo é Diretora do Instituto de Embalagens e da consultoria FuturePack. Engenheira Mecânica formada pela Politécnica da USP, especialista em Administração Industrial na FCAV/USP e em Pós Graduada em Marketing pela ESPM e Business School; estágios e cursos na Alemanha e EUA.
Professora e palestrante internacional do tema. Profissional de Embalagens há 28 anos, com experiência nas empresas: Cyklop, Dixie Toga, TetraPak e Ripasa; nas áreas de desenvolvimento, planejamento Estratégico e Gestão de Embalagens. Participa desde 1986 das principais feiras e congressos do setor no mundo.

Saiba mais sobre os cursos e eventos do Instituto de Embalagens em: www.institutodeembalagens.com.br


Licença Creative Commons

O artigo "Embalagens amigas do meio ambiente" do Guia da Embalagem é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.



Fonte: Guia da Embalagem



Outros artigos:

Os perigos dos resíduos químicos para as pessoas e para o meio ambiente

Meio-ambiente: a consciência também é sua!

Comércio exterior e meio ambiente




Compartilhe:




Comente